Como comprar em segurança um novo veículo

Saiba mais sobre como comprar em segurança um veículo.

Comprar um veículo através da Internet é rápido, fácil e muito comum hoje em dia. Muitos compradores interessados em comprar veículos, fazem-no através de pesquisas online para ter uma ideia sobre o que o está disponível no mercado e para entrar em contacto com os vendedores. Enquanto portais de veículos na Internet oferecem uma plataforma para colocar informações detalhadas sobre os veículos à venda e para ligar o vendedor ao comprador. Para realmente ser finalizar a venda "no mundo real" depois de ver e testar a condução do veículo. Se cumprir determinadas regras, em breve irá desfrutar do seu novo veículo.
 
Pesquise e encontre o veículo certo
 
Preencha por completo os campos de pesquisa do portal com os critérios desejados, tais como modelo do veículo, a quilometragem ou a idade. Refine sua pesquisa colocando outros critérios, tais como o seu código postal, se desejar estreitar os resultados à sua região.
O que obtêm é uma lista de veículos, geralmente classificados por preço. O número de ofertas para os modelos com especificações similares vai dar-lhe uma ideia aproximada do preço corrente de mercado do veículo.
Clicando em uma oferta interessante, irá obter mais informações sobre o carro com fotos e descrição detalhada.
 
Contactar o vendedor
 
Além dos detalhes do veículo e, normalmente, uma selecção de fotos, a descrição do veículo, conterá os dados do vendedor. Se o vendedor for um comerciante, deve ir à página inicial do concessionário, se disponível, e procurar por indícios de “confiabilidade” do vendedor.
Ligue para o vendedor com o número dado e pedir uma entrevista.
Certifique-se de pedir a confirmação de que o veículo específico ainda ser encontra à venda - especialmente se a sua localização é fora da sua área de residência.
 
Vendedor respeitável ou desonesto?
 
Podem sempre existir ovelhas negras entre todos os vendedores confiáveis e sérios. Como pode identificá-los?
Os seguintes sinais indicam que um vendedor de veículo online é respeitável:
 
Para todos os vendedores:
    - Não é exigida caução - a regra é: o dinheiro é entregue em troca do carro
    - Telefone fixo ou, pelo menos, o número de telemóvel está sempre disponível em horários de trabalho, e consegue-se contacta-lo
    - O contacto entre o comprador e o vendedor não é limitado apenas a e-mail
    - Um potencial comprador pode inspeccionar e testar o veículo antes de comprá-lo
Para os comerciantes:
Se um comerciante tem uma página, ele deve listar o endereço de e-mail, a sede, forma jurídica da empresa, o seu proprietário (s) e representantes autorizados.
Certifique-se que os dados de contacto são os do comerciante do veículo. Phishing pode originar o envio de dados a terceiros indesejados. Os compradores pensam que estão a comunicar com um comerciante, e na verdade estão realmente a enviar os seus dados para um para um phisher.
 
Inspeccionar o veículo
 
Nunca comprar um fantasma. Certifique-se que o veículo realmente existe e inspeccione-o calmamente. Nunca só confie apenas na publicidade do vendedor.

Marque um encontro com o vendedor para inspeccionar o veículo, de preferência num lugar movimentado. Para evitar mal-entendidos, leve uma impressão da descrição do veículo.
Verifique cuidadosamente o veículo, incluindo um "teste drive" pela estrada a baixa velocidade e, se possível, na auto-estrada. Alguns defeitos técnicos só serão notados na condução. Peça a uma pessoa experiente de confiança para o acompanhar nesse teste drive, que poderá ajudar a descobrir qualquer anomalia oculta, ou dizer se o carro ou os certificados do veículo foram manipulados.
É melhor inspeccionar o veículo durante o dia para descobrir rapidamente qualquer dano a olho nu.
Se lhe parece necessário, leve o veículo a especialista para lhe fazer um relatório de avaliação ou um relatório de estado. Além de avaliadores independentes de veículos, pode recorrer para avaliações e relatórios a clubes de automóveis, concessionários e oficinas independentes.
 
Fechar o negócio
 
Encontrou o carro certo, inspeccionou-o e fazer um teste drive, já falta pouco para concluir o negócio. A propósito: pode e deve, naturalmente, tentar negociar e negociar para baixo o preço do veículo! Ou que lhe seja feita alguma oferta.
O que necessita agora é de um contrato de venda. Peça ao vendedor para dar-lhe todos os documentos necessários. A inspecção obrigatória dos veículos mais antigos, histórico do serviço de manutenção. Ambos estes documentos ajudam a confirmar a quilometragem real do carro.
Pergunte ao vendedor se o veículo teve danos: o vendedor é obrigado a divulgar todos os danos que ele ou ela tem conhecimento - isto inclui danos de pequenos acidentes.
Se o veículo é entregue apenas após a assinatura do contrato, você deve assinalar no contracto a data de entrega, o equipamento e o estado. Certifique-se que lhe são entregue todos os documentos. (veja abaixo)
Se necessário, use um modelo de contrato. Pode usar o sugerido pela DECO
A garantia legal, que é no mínimo 1 ano.
 
Pagamento
 
Nunca pague antes de assinar o contrato de venda e ter recebido de todos os documentos e as chaves do veículo.
Recomendamos que pague por cheque ao invés de efectuar antecipadamente transferência bancária.
Não faça qualquer depósito! Pagamentos antecipados não são habituais quando se lida através da Internet e há um risco de que seja o único a tentar recuperar o seu dinheiro quando o carro não lhe é entregue. Isto é especialmente complicado em relações transfronteiriças.
O procedimento normal é a entrega contra pagamento, ou seja, pagar quando receber o veículo e os certificados do veículo. Esta é a forma mais segura para o comprador liquidar a operação e desfrutar do seu novo veículo.
 
Conheça os esquemas de fraudes
 
"Atenção aos vigaristas!"
Se existem pessoas, existem sempre alguns vigaristas que estão a tentar a sua sorte. Isto não é diferente na Internet.
A venda e compra de carros online generalizaram -se. Ao mesmo tempo, esquemas de fraude têm evoluído que são usados para enganar quer os compradores, quer os vendedores.

Se estiver atento e souber quais os truques usados será capaz de vender ou comprar um veículo através da Internet sem nenhum problema!
 
Aqui estão os tipos mais comuns de fraude que deverá estar atento
 
Para compradores
 
Os compradores que estão familiarizados com as fraudes que se seguem, e que agirem com prudência e cuidado, podem estar seguros nas escolha através da internet comprar em o seu novo veículo.
 
 Cuidado com pagamentos adiantados
 
Portais de Internet de publicações de anúncios classificados apenas estabelecem um contacto entre um potencial comprador e o vendedor. Isto não implica que a identidade do fornecedor e confiabilidade foram verificadas, nem confirmar que o veículo realmente existe. Portanto, nunca pagar adiantado.
Isto também se aplica a qualquer oferta de financiamento para quem um crédito normal não tenha sido concedido: Só depois de possuir um contrato fidedigno em sua posse é que deve fazer quaisquer pagamentos especiais, pagamento de uma caução, comissão ou taxa de serviço.
Isto aplica-se independentemente de se tratar de um particular ou concessionário automóvel que quer vender um veículo.
Não faça transferências!

Transferência de dinheiro através da Western Union, MoneyGram ou prestadores semelhantes é frequentemente utilizada para esquemas fraudulentos. Transferência de dinheiro, recorrendo a este tipo de serviços, destina-se principalmente a pessoas que se conhecem muito bem (amigos, família). Esse tipo de transferência não é adequado para o pagamento de compras à distância, mesmo que pareça existe uma verificação de identidades adicionais.
Estes são dois exemplos populares de fraudes:

Exemplo 1: Pechincha, o vendedor fora de Portugal, o pagamento pela Western Union / MoneyGram
Depois de contactado, o vendedor, pede ao comprador interessado o envio de um depósito através de transferência de dinheiro a fim de confirmar a intenção de compra.
Como prova da transferência de dinheiro, o vendedor pede o nome do comprador e o número de referência.
Agora, sabendo o nome do remetente, o país de origem, o montante previsto e ao apresentar uma falsa identificação pessoal, o vendedor pode levantar o dinheiro.
Uma vez que os documentos de identificações utilizadas para levantar o dinheiro geralmente são falsificações excelentes, o comprador perde o dinheiro sem meios para recuperá-lo.
Alguns compradores são ainda informados de que o dinheiro foi devolvido devido a problemas com a conta.
Estas são manobras dilatórias para complicar a recuperação do dinheiro.

Exemplo 2: Pechincha, o vendedor fora de Portugal, o pagamento através de despachante / Transitário
O alegado vendedor indica um despachante ou transitário que irá fazer o serviço de intermediação do pagamento e informa o site deste ao comprador.
Este site da empresa desaparece após um curto período de tempo e reaparece com um endereço diferente.
Esses sites geralmente são falsos mas parecem fidedignos.
Especialmente se um negócio tem origem no exterior, o dinheiro geralmente não é recuperável.
Alguns compradores são ainda informados de que o dinheiro foi devolvido devido a problemas com a conta.
Estas são manobras dilatórias para complicar a recuperação do dinheiro.

Exemplo 3: Transferir o dinheiro para o amigo para confirmar a intenção de compra, a solvência do comprador ou como uma segurança
O comprador interessado é convidado a provar a sua solvência e intenção de compra por transferência de dinheiro a um amigo ou membro da família e enviar por e-mail uma cópia do recibo de pagamento ao vendedor.
O comprador sente-se seguro, sabendo que o dinheiro será recepcionado por uma pessoa que conhece.
Conhecer a identidade do destinatário, no entanto, o criminoso pode produzir facilmente documentos de identificação falsificados e levantar o dinheiro.

 
Cuidado serviços fraudulentos

Muitos vigaristas usam um serviços fraudulentos, de transporte ou de logística, de para inspirar confiança.
Uma vez que os portais de veículos na Internet não estão envolvidos no processo de compra real, eles não podem oferecer tal serviço.
Os portais de anúncios classificados em Portugal não oferecem os serviços de transacção de dinheiro, nem recomendam ou desaconselham um determinado método de pagamento.
Além disso, não usam sistemas de classificação indicando de vendedores particularmente confiável ou membros superiores
 
Falso e-mail (fishing)
 
E-mail de fishing (abreviação de "password fishing") é uma técnica amplamente utilizada para adquirir informações sensíveis dos utilizadores da Internet.

Fishers” enviam e-mails falsos distribuídos aleatoriamente disfarçados, parecendo provenientes de empresas conhecidas e de confiança.
Os e-mails direccionam os utilizadores à inserção de dados pessoais mais menos importantes, como login, passwords de um determinado site.
Estes sites falsos que são similares na aparência aos sites de empresas conhecidas e de confiança.

 
Os dados capturados são usados para esvaziar contas bancárias ou contas de comércio privada do utilizador.
Alguns portais de anúncios classificados também foram usados como remetentes de alegado e-mails de phishing.
Alvos de phishing, incluído os negociantes de automóveis, que foram pedidos para divulgar os seus dados de login.

Os portais de anúncios classificados nunca irão pedir dados confidenciais através de um e-mail.
O acesso a anúncios é gratuito e sem compromisso.
Só deve divulgar os seus dados na altura do registo e na utilização de serviços especiais por exemplo, para executar uma pesquisa ou para salvar uma pesquisa de veículos - mas isso é feito no site e nunca por e-mail.

E-mails não solicitados com anexos também envolvem riscos potenciais: Podem esconder software (por exemplo, um vírus / trojan) que manipula o próprio computador do utilizador e permite o acesso de terceiros aos dados pessoais. Portanto, nunca abra esses anexos.

Importante: portais da Internet de anúncios classificados nunca irão enviar um e-mail não solicitadas pedindo login directamente ou através de um link ou o envio de anexos.
 
Documentos Falsos
 
Hoje em dia é muito fácil a digitalização de documentos oficiais, como bilhetes de identidade e documentos de veículos e p forjá-los usando um software de edição de imagem. Portanto, nunca confiar plenamente os documentos enviando-os por e-mail.
Deve sempre pedir os documentos originais, quando se encontra com o vendedor e ver se corresponde ao número de identificação do veículo, geralmente localizado no compartimento do motor. Em muitos veículos modernos, há também um número de identificação do veículo visível no pára-brisas.
Esta é a única maneira de verificar se os documentos do veículo são as do veículo que em questão.

Nunca forneça os seus documentos próprios ou do veículo electronicamente, visto poderem ser indevidamente utilizadas para fins criminosos.
Inspecção e entrega
Alguns princípios aplicam-se a todos os compradores, independentemente de como encontraram uma oferta interessante.

Certifique-se que continua céptico sobre as ofertas que parecem demasiado boas para ser verdade - que normalmente são!
Isto pode por uma tentativa de capturar os dados ou mesmo apoderar-se de seu dinheiro.
Os seus dados podem ser utilizados de forma abusiva e o seu dinheiro perdido – e poderá descobrir que o veículo nem sequer existia.
Além disso, pode ser uma tentativa de se livrar de um veículo roubado ou sem valor.
 
Proteja-se e tome precauções, se uma oferta é boa demais para ser verdade:

- Investigar o valor real de mercado do veículo oferecido. Compará-lo com outros veículos do mesmo modelo com equipamentos similares.

- Ter alguém confiável a inspeccionar o veículo com quem pode ser capaz de descobrir eventuais defeitos escondido.

- Verifique cuidadosamente todos os documentos e faça o contrato por escrito. Assegurar que o contrato menciona quaisquer extras adicionais, tais como jantes de liga leve ou um sistema de rádio.

- Pague apenas como receber a documentação completa e as chaves - e do veículo!

- Nunca se desloque sozinho quando transportar consigo uma quantia elevada de dinheiro. Peça a alguém da sua confiança para ir com consigo. Evite locais isolados ou pouco comuns. Recomendamos a entrega em mão do dinheiro num banco onde as partes podem verificar se o dinheiro é verdadeiro e depositá-lo na conta correcta.

- Leia as letras pequenas no anúncio: para aparecer no topo dos resultados de pesquisa, alguns vendedores publicitam um preço diferente no meio da publicidade.

Para vendedores
 
Os vendedores que estão familiarizados com as fraudes que se seguem, e agirem com prudência e cuidado, podem estar seguros de publicitar através da internet o seu veículo.
 
Cheque = Fraude (cuidado com os cheques)
 
Fraude com cheques: comprador responde ao seu anúncio, o comprador está fora de Portugal, paga através de cheque emitido com um valor superior ao preço de venda

Um potencial comprador situado fora de Portugal, normalmente não hesita em aceitar o preço de compra. Usando um pretexto, o comprador quer pagar usando cheque bancário com um valor superior ao preço de venda, e quer o vendedor devolva o valor em excesso em dinheiro ou por transferência de dinheiro. Alguns dias depois, o cheque é devolvido ao vendedor e este não tem nenhum pagamento, mas perdeu dois cosias: o veículo e o valor em excesso devolvido ao comprador.
Não faça transferências!

Transferência de dinheiro através da Western Union, MoneyGram ou prestadores semelhantes é frequentemente utilizada para esquemas fraudulentos. Transferência de dinheiro, recorrendo a este tipo de serviços, destina-se principalmente a pessoas que se conhecem muito bem (amigos, família). Esse tipo de transferência não é adequado para o pagamento de compras à distância, mesmo que pareça existe uma verificação de identidades adicionais.

 
Intermediário
 
Depois de anunciar seu veículo em recebe um pedido de contacto por SMS ou e-mail de uma empresa de marketing. A empresa pretende servir de intermediário entre o vendedor e os compradores interessados para uma taxa. As taxas são normalmente entre 59 € e 119 € e não há garantia por escrito de serviço prestado. Na maioria das vezes, o remetente é um portais de anúncios classificados que conhece ou que supostamente foi recomendado por uma fonte.

Estas são as práticas comerciais ilegais ou até mesmo fraudes de empresas fictícias. Pesquisa revela que muitas vezes os seus sites e endereços de e-mail são falsos
 
Há três variações deste esquema fraudulento "intermediário":

Contrato/ factura após telefonema

- Quando telefona para o número indicado é informado da existência de um potencial comprador. Poucos dias depois, se o vendedor de concordar com o contacto organizado receberá uma factura pelo serviço prestado. Se não pagar o vendedor irá receber cartas de cobrança. Nenhum contacto ocorre entre o vendedor e o potencial comprador.

- Após o telefonema o vendedor receberá uma factura não solicitado (em vez das informações solicitadas), embora nenhum potencial comprador existir.

- Após o telefonema o vendedor receberá um contracto que, ao contrário do que acordado por telefone - a não contratação de sucesso dos clientes, mas a inclusão em uma base de dados (verificar Termos e Condições!).

Importante: portais da Internet de anúncios classificados são plataformas eficientes para o estabelecimento de contacto entre vendedores e compradores. Não há necessidade de um intermediário adicional - mesmo se lhe foi prometido um comprador em potencial!
Nunca utilize documentos digitais
Nunca envie por e-mail documentos de identificação seus ou dos veículos quando vende ou compra!
Receptores de documentos digitais não têm problemas para disfarçar-se sob a identidade do verdadeiro dono dos documentos e agir em seu nome.
Isto não implica, necessariamente, para o ladrão de identidade forjar os documentos utilize software de edição.
No pior dos casos, os documentos electrónicos podem ser utilizados para cometer um crime, como por exemplo a fraude em nome do legítimo proprietário.
Isso poderia ter consequências bastante desagradáveis como por exemplo, processo criminal.

Tenha cuidado! Nunca copie ou digitalize documentos seus ou do veículo para os entregar, quer em mãos, quer por e-mail a compradores interessados.
Fraude na conta bancária
 
O comprador, geralmente a partir do estrangeiro, responde ao seu anúncio e pede a verificação da conta fazendo dois pequenos depósitos
Os compradores interessados, principalmente do exterior, entram em contacto com o vendedor.
Por pedido do banco estrangeiro, o comprador informa que necessita de verificar os detalhes da conta do vendedor, assim o comprador faz dois pequenos depósitos menos de 1 euro cada na conta do vendedor.
Depois disso, é solicitado ao vendedor para validar os seus dados bancários, confirmando os totais dos depósitos ao comprador. Alternativamente, um código de verificação é necessário para o depósito.
O truque: os vigaristas abusam do procedimento de verificação dos serviços de pagamento online.
Ao conhecer os dados bancários e dos valores depositados e/ou o código, os vigaristas abriram a sua conta de pagamento de serviços próprios especificando conta do vendedor.
Isto dá aos vigaristas pleno acesso à conta do vendedor sem o conhecimento do vendedor.
 
Serviços de notariado pagos antecipadamente
 
Um comprador do exterior responde ao anúncio e quer enviar um perito para avaliar o veículo, o pagamento em dinheiro, incluindo uma taxa de notariado, taxa de notariado devido antes da entrega do veículo.
 
Um potencial comprador do exterior (muitas vezes que faz-se passar por um revendedor de automóveis) quer comprar o veículo. Um contrato de venda é celebrado. O comprador quer enviar um perito para avaliar, inspeccionar o veículo e pagar em dinheiro, recebendo o veículo, se este não tiver defeitos graves.
O potencial comprador informa ainda que uma lei exige a factura de venda (contrato de venda) que será enviada(o) para ser autenticada(o) e isso envolve uma taxa que o vendedor é obrigado por lei a pagar.
O potencial comprador sugere ainda que a taxa seja acrescentada ao preço de venda acordado para “prender” o vendedor este fique efectivamente livre de quaisquer despesas.
Pouco antes da data de entrega acordado com o perito, o vendedor recebe uma factura do notário a exigir que o vendedor remeta a taxa do cartório antes da venda.
Na expectativa que esse pagamento seja reembolsado quando o total do valor da venda seja pago, muitos vendedores remetem a taxa relativamente pequena de notário.
Após o envio da taxa, nem o potencial comprador, nem o perito poderão ser contactados, de desaparecem.
O vendedor perde o valor enviado.
 
O Stand-online.com procura garantir a segurança dos utilizadores, mas uma vez que, não existe nenhuma maneira totalmente eficaz de impedir a tentativa fraude, é importante ter a consciência / conhecimento é a sempre a melhor defesa.
 
Tenha atenção que o Stand-online.com
NÃO: Possui, compra ou vende veículos listados no site
NÃO: Oferece armazenamento ou serviços de expedição automóvel
NÃO: Interfere nas transacções entre compradores e vendedores
NÃO: Efectua qualquer tipo de serviço intermédio, transitário.
NÃO: Pede informação pessoal ou financeira através do correio electrónico
NÃO: Requer um pagamento para entrar em concursos ou passatempos